Livro | Manuel de Barros | Ensaios Fotográficos

Difícil fotografar o silêncio. Entretanto tentei. Eu conto: Madrugada, a minha aldeia estava morta. Não se via ou ouvia um barulho, ninguém passava entre as casas. Eu estava saindo de uma festa,. Eram quase quatro da manhã. Ia o silêncio pela rua carregando um bêbado. Preparei minha máquina. O silêncio era um carregador? Estava carregandoContinuar lendo “Livro | Manuel de Barros | Ensaios Fotográficos”

Inspiração | Willys de Castro

. . Willys de Castro (Uberlândia MG 1926 – São Paulo SP 1988). Pintor, gravador, desenhista, cenógrafo, figurinista, artista gráfico. . Muda-se para São Paulo em 1941, onde estuda desenho com André Fort. Entre 1944 e 1945, trabalha como desenhista técnico e, em 1948, forma-se em química. Em 1950, inicia estágio em artes gráficas eContinuar lendo “Inspiração | Willys de Castro”